segunda-feira, 8 de julho de 2013

Com o Amor de Uma Fada - Eliane Galavote (Lya Galavote)

Autor(a): Eliane Galavote (Lya Galavote)
Editora: All Print 
Ano de lançamento: 2012
Páginas: 160

Classificação:  

Esthela é uma jovem fada, cuja primeira missão é ajudar Pedro, um garoto problemático que está prestes a se perder no mundo sombrio das drogas. Para isso, Esthela deixa Avalon e parte para o mundo mortal. Mas ela percebe que sua missão não será assim tão fácil quanto ela achou que poderia ser. O mundo mortal é uma tremenda bagunça e Pedro está mais perdido do que imaginava. Seria uma fada capaz de se apaixonar? 

Esse livro é diferente do que eu costumo ler, justamente por que ele se trata de fadas. Tive poucas experiências assim, e posso dizer que foi uma leitura ótima de se aproveitar. É um livro bem fininho capaz de ser lido em apenas um dia. Ele tem uma escrita super simples e fácil de acompanhar, e os fatos são muito bem explicados, de modo que o leitor não fique confuso ao lê-lo.

“Eufórica por sua primeira missão como fada, Esthela começaria na manhã seguinte no mundo dos mortais. Seu coração batia tão forte que quase podia vê-lo pular por debaixo de seu vestido. Com suas emoções todas em evidência, ansiava por esse momento mágico” (Pág 11)

Esthela é uma fada que vai partir para sua primeira missão na terra, e está muito ansiosa pra isso. Ela precisa cuidar de Pedro, um garoto que está sofrendo com a separação dos pais, e está prestes a entrar no mundo obscuro das drogas. Esthela então vai morar com sua “suposta Tia”, Dona Ana, que é diretora do colégio onde irá estudar, e precisa dar um jeito de se aproximar de Pedro. Mas ela não contava com o fato de que acabaria se apaixonando por ele, e tendo sentimentos muito parecidos com os dos humanos, como raiva, ciúmes e até mesmo inveja. Mas e agora o que ela irá fazer, voltar pra  seu mundo em Avalon, ou ficar para vir o amor com um mortal?

“Todos os fracassos passavam a parecer maiores. Pedro negava a busca de amor, compreensão, carinho e convivência com os colegas da escola. Sua desilusão era absoluta com os outros, com a vida e consigo mesmo.” (Pág 27)

O livro é uma fantasia, mas o que mais gostei nele foi o realismo imposto pela autora. Tratar de drogas em um livro aparentemente tão “fofo” foi uma ótima surpresa, e ela conseguiu lidar muito bem com isso, mostrando todos os lados da história. Outra coisa que me chamou muita atenção é que esse não é o único tema “forte” que o livro busca mostrar, ele ainda fala sobre o preconceito com pessoas homossexuais e transtornos alimentares, e a autora conseguiu juntar fantasia com realidade muito bem, sem ficar muito exagerado e nem fugir do propósito. Ótimo.

“Quando soube que Paulão não tinha mais jeito, sua mãe se afundou na dor, na raiva, na culpa e na vergonha. Foi uma época cheia de sofrimentos. Ela ficou totalmente desorientada após o choque de descobrir que seu único filho foi capturado pelo crime. Acho que conseguiria resolver o problema em casa e pensou que o uso das drogas seria passageiro, mesmo depois de dois anos de tortura. Paulão trocava quase tudo o que tinha em casa por drogas – TV, rádio, tênis, roupas e até maquiagens da mãe. Teve uma época que ela dormia com a carteira, celular e relógio embaixo do travesseiro com medo de perder tudo.” (Pág 32)

Os personagens também são muito bem construídos, e todos estão na história por um motivo, não somente por “estar”. Bruno foi o que eu mais gostei. Ele é engraçado, e muito real, na sua busca pelos seus direitos, e isso foi muito legal. Pedro também conseguiu me conquistar, mostrando o lado de garoto abandonado que só quer chamar atenção, mas no fundo é uma pessoa boa.

“Pedro continuou a rir e disse:
- Você não sabe de nada, garota!
Ela virou-se novamente para ele e o fitou, ainda sorrindo.
- Sei sim! Sei fazer você sorrir”

A única coisa que não gostei ( e o motivo da nota quatro) foi como a relação de Esthela e Pedro acontece. Não, eu detesto aquele livro que enrola pra chegar no momento “casal”, e esse não teve isso, mas eu achei que o que autora mostrou dos dois foi muito pouco, ela podia ter se aprofundado mais no relacionamento deles, nós sentimentos impostos pelos dois. Enfim, acho que esse é um livro que vale muito a pena ser lido, é um livro que pode te surpreender bastante, e te fazer desejar por mais, assim como eu fiquei ao acabar a leitura. Obrigada Lya, pela confiança com o Blog e o carinho, foi ótimo aproveitar sua linda obra!


“Suas palavras atingiram o seu peito como uma flecha. Era uma decisão somente dela e definitiva” (Pág 154)

5 comentários :

  1. Oi Yasmin!

    Não conhecia o livro, mas achei muito interessante. Principalmente pela mescla que você mencionou entre fantasia e realidade. Gostei do desenvolvimento da história.

    Beijos

    http://poesiasprosasealgomais.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Assim que o livro chegou fui a primeira a ler
    me encantei com os detalhes a forma com que autora descreve as cenas
    e os personagens.
    São Livros como esse que as grandes editoras deveriam publicar.

    ResponderExcluir
  3. Eu não conhecia este livro e muito menos a autora.
    Gosto de livros que falam de fada, e esse parece ser muito bom
    Gostei bastante da resenha.
    Bjs

    http://livrosemarshmallows.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Não conhecia o livro e fiquei bem interessada. O livro parece ser muito fofo. Eu adoro histórias de fadas. Recentemente li um que me decepcionou e quero ler outro para não ficar com aquela história na cabeça.

    http://blogprefacio.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Li sobre esse livro esses dias e fiquei muito curiosa. Assim como você não li muitos livros sobre fadas, na verdade devo ter lido apenas um que me agradou muito e tinha uma temática semelhante da fada se apaixonar por um humano, mas com toda uma confusão em cima. Este parece ser bem fofo, e eu esperava algo mais água com açúcar, fico feliz de ver que a autora aborda muito mais do que um romance proibido. É bom alertar sobre os riscos das drogas e da má alimentação, e do preconceito também claro. Fiquei ainda mais curiosa com o livro.

    Abraços, Raquel.
    Viajando com Livros

    ResponderExcluir

Oi pessoinhas.
Deixe aqui seu comentário. Sua opinião é muito importante para mim.
Beijinhos
Yasmin